quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Exclusivo: The Baggios festeja identidade cultural sergipana em clipe; assista

Além do retorno após três anos de pausa criativa, o disco Brutown marca os primeiros passos do The Baggios por uma nova seara musical. Diferentemente dos anteriores – Sina e The Baggios –, o terceiro álbum da banda sergipana crava a necessidade latente em experimentar texturas e contornos sonoros anteriormente inexplorados pela dupla. O que se evidencia na adição dos sintetizadores e teclados de Rafael Ramos, do coletivo Coutto Orchestra, ao som do grupo.

Embora seja palpável e indiscutível a transição pela qual o The Baggios passa – tal como se sucedeu com o Black Keys com o álbum Attack & Release, de 2008 – a dupla formada por Júlio Andrade e Gabriel Carvalho ainda traz entranhada a miscigenação entre o blues rock norte-americano e ritmos tipicamente brasileiros, como o baião e o maracatu.

Para pontuar a entrada do duo em uma fértil vereda sonora, a banda lança, com exclusividade pelo Sobe o Som, o clipe de "Como um Tiro de Bacamarte", primeira produção audiovisual do álbum Brutown


Dirigido por Raphael Borges, o videoclipe segue uma linha narrativa paralela à composição lírica da faixa, buscando traçar um recorte da rica identidade cultural sergipana. "O roteiro partiu da própria letra, que descreve um romance em meio às manifestações culturais que rolam com mais frequência no mês de junho", diz Andrade. "Eu apresentei a ideia ao diretor e em seguida fomos criando um norte para somar com alguns acontecimentos e referências citados na própria letra. Nossa ideia foi dar uma vida visual à música e apresentar ao público uma parte da cultura de Sergipe."

Rodado em São Cristóvão, Capela, Laranjeiras e Poço Redondo, em Sergipe, o vídeo da canção conta a história de um casal que precisa lidar com as intempestividades do amor, como o ciúme, a desconfiança, o controle e o desejo de posse. Tudo isso em meio às efervescentes e tradicionais festas juninas da região.

"Veio logo de cara pois foi onde eu morei minha vida toda e onde foi gerada toda a ideia da música e personagens", explica o músico sobre os motivos de escolher São Cristóvão como uma das locações para o videoclipe. "Além do que, é lá que se encontram os grupos citados na letra, e também as manifestações culturais. Cresci vendo grupos de reisado, caceteira, festa do mastro, onde soltei meu primeiro buscapé. Sou apaixonado pelo clima de festejo junino e pela cidade."

Apesar de Brutown ter um "clima mais tenso", como descreve Andrade, a canção destoa do restante da obra, que foi inspirada no turbilhão político e social vivido no Brasil. "O álbum nada mais é que um reflexo de um mundo real e sofrido, que segue cansado por um caminho enlameado, mas tentando resistir ao retrocesso", define. "Já 'Como um Tiro de Bacamarte' representa um momento mais festivo e menos acinzentado. Ela tem um clima de junho, que pede dança, fogo, calor. Por aqui tudo isso se encontra bem fácil nesse período, só aproveitamos o embalo das ideias."

Ainda em relação à metamorfose estética do mais recente álbum comparado aos dois anteriores, Andrade acredita que se trata de uma transição necessária para que o duo não caísse no automatismo de uma zona de conforto, criando e produzindo apenas "mais do mesmo".

"Eu estava buscando me complicar mais nas composições [risos], criar músicas menos cruas, buscar uma outra direção nos riffs e arranjos", declara o guitarrista e vocalista da dupla. "Começamos a compor como um duo, mas convidamos o Rafael [Ramos] para se juntar a nós com as teclas. Foi um tiro certeiro, pois ele se encaixou muito bem com o que estávamos buscando, além de se identificar com as músicas. Chegou uma hora que já estávamos começando a nos repetir, e esse terceiro elemento veio para dar uma maior liberdade tanto para mim quanto para o Gabriel [Carvalho] e também ampliar as possibilidades no som da banda."

Assista abaixo ao clipe de "Como um Tiro de Bacamarte". 
 
 
Fonte: Rolling Stone Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog