sábado, 30 de janeiro de 2016

Primeiros álbuns de David Bowie serão relançados em vinil


O primeiro álbum de David Bowie, autointitulado, foi lançado em 1967 pela Deram Records, subsidiária da gravadora Decca. Depois Bowie lançou dois álbuns pela Mercury antes de migrar para um contrato com a RCA que rendeu 11 discos até 1980.
 

Ano passado a Parlohpone lançou um boxset incluindo parte desse período, mais especificamente entre 1969 e 1973. “Five Years 1969 - 1973” incluía relançamentos em vinil de “Space Oddity” (1969), “The Man Who Sold the World” (1970), “Hunky Dory” (1971), “The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars” (1972), “Aladdin Sane” (1973) e “PinUps” (1973), além de álbuns ao vivo e uma compilação dupla com material raro.
 

E agora as reedições desses seis álbuns de estúdio serão disponibilizadas individualmente, bem como uma compilação intitulada “Bowie at The Beeb” com apresentações do artista na BBC entre 1968 e 1972. Todos chegam ao mercado dia 26 de fevereiro em vinil 180g. 



 

O selo Parlophone Records lança em 25 de setembro uma caixa especial do cantor David Bowie chamada “Five Years 1969 - 1973”. Como o nome indica, o pacote reúne os álbuns lançados pelo artista entre os anos de 1969 e 1973, período que engloba seis discos de estúdio.
 

Estão incluídos os seguintes discos: “Space Oddity” (1969), “The Man Who Sold the World” (1970), “Hunky Dory” (1971), “The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars” (1972), “Aladdin Sane” (1973) e “PinUps” (1973). Só ficou de fora o primeiro álbum do cantor, autointitulado, lançado em 1967.
 

Além dos discos de estúdio, também estão no pacote os álbuns ao vivo “Live Santa Monica '72” e “Ziggy Stardust: The Motion Picture Soundtrack”, gravado em 1973, mas lançado somente em 1983. Se não bastasse todo esse material, “Five Years 1969 - 1973” ainda traz uma compilação dupla com material raro chamada “Re:Call 1”.
 

Além da edição em arquivo digital, “Five Years 1969 - 1973” estará disponível em CD e também em disco de vinil. Confira abaixo o repertório do álbum de raridades “Re:Call 1”:
 

CD/Disco 1:
01. Space Oddity (original UK mono single edit)
02. Wild Eyed Boy From Freecloud (original UK mono single version)
03. Ragazzo Solo, Ragazza Sola
04. The Prettiest Star (original mono single version)
05. Conversation Piece
06. Memory of a Free Festival (Part 1)
07. Memory of a Free Festival (Part 2)
08. All the Madmen (mono single edit)
09. Janine
10. Holy Holy (original mono single version)
11. Moonage Daydream (The Arnold Corns single version)
12. Hang on to Yourself (The Arnold Corns single version)

 

CD/Disco 2:
01. Changes (mono single version)
02. Andy Warhol (mono single version)
03. Starman (original single mix)
04. John, I’m Only Dancing (original single version)
05. The Jean Genie (original single mix)
06. Drive-In Saturday (German single edit)
07. Round and Round
08. John, I’m Only Dancing (sax version)
09. Time (U.S. single edit)
10. Amsterdam
11. Holy Holy (Spiders version)
12. Velvet Goldmine

Space Oddity (original UK mono single edit)



Fonte: Território da Musica

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

VENHA CURTIR O JEITO ANTRO DE SE VESTIR

E VOCÊ FICARÁ MELHOR AINDA COM A COLEÇÃO DE INVERNO QUE  À LOJA ANTRO ESTA OFERECENDO  E COM PREÇOS QUE SÓ CONFERINDO PESSOALMENTE!








TODA A LINHA BASQUETE VOCÊ ENCONTRA NA ANTRO
  

RUA BARROSO 505, CENTRO/NORTE
FONE (86) 3222 8073

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Cachorro Grande lança videoclipe e volta ao estúdio

Cachorro Grande lança videoclipe e volta ao estúdio 
 A banda gaúcha Cachorro Grande lançou em 2014 seu sétimo álbum de estúdio e primeiro de uma trilogia que a banda desenvolverá nos próximos anos, “Costa do Marfim”, e você pode conferir tudo em breve aqui.

Agora a banda está de volta ao estúdio com o produtor Edu K - com quem também trabalhou em “Costa do Marfim” - para trabalhar no sucessor do registro, cujo lançamento está previsto para o segundo semestre deste ano. E enquanto isso vai aos poucos terminando a promoção do último disco, dessa vez lançando um videoclipe para a faixa “O Que Vai Ser”.

A produção é “uma mistura caótica e colorida do sol, praia e surf, permeada sob a estética psicodélica dos anos 1980”, como diz o comunicado enviado à imprensa, dirigida pelo britânico Charly Coombes - que já havia sido responsável pelo vídeo de “Como Era Bom”. Trabalhos audiovisuais do Daft Punk, Beck, The Cure, The Clash, Supergrass serviram de inspiração, e o resultado você confere abaixo:



Informações do Território da Musica

CARNAVAL TAMBÉM É ANTRO DO ROCK

VISTA-SE SEMPRE ANTRO DO ROCK ATÉ NO CARNAVAL!
 





RUA BARROSO, 505 - CENTRO/NORTE
FONE (86) 3222 8073
TERESINA - PIAUÍ

Lollapalooza 2016: Florence + the Machine e Mumford & Sons farão shows paralelos

Além de São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba recebem apresentações de nomes como Alabama Shakes, Eagles of Death Metal, Of Monsters and Men e Marina and the Diamonds, entre outros

Assim como em 2015, o Lollapalooza anunciou a realização de shows paralelos com as atrações do megaevento em outras capitais do Brasil, além de São Paulo, casa do festival. Nomes como os headliners Florence + the Machine e Mumford & Sons também estão inclusos na lista de atrações.




São Paulo recebe as chamadas Lolla Parties, com shows em lugares menores. No dia 11 de março, a cantora Marina and the Diamonds se apresenta no Audio Club, local que também recebe o projeto de DJ (o Snoopadelic) de Snoop Dogg, dia 13, e Alabama Shakes (com abertura do Cold War Kids), no dia seguinte. Ainda na capital, Eagles of Death Metal e Vintage Trouble tocam no Cine Joia no dia 15.



No Rio de Janeiro, dois dos nomes mais esperados do festival, Florence + the Machine e Mumford & Sons, tocam na mesma noite, no Metropolitan, em 14 de março. Dois dias depois, Twenty One Pilots e Walk The Moon dividem o palco do Sacadura 154. Já o Circo Voador recebe Of Monsters and Men e The Joy Formidable no dia 13 e o Alabama Shakes dois dias depois.




Também nesta quarta, 27, o Lollapalooza anunciou um show paralelo em uma terceira capital, Curitiba. O Bad Religion subirá ao palco do Spazio Van no dia 13 de março, uma terça-feira. Ingressos para as apresentações já estão sendo vendidos (em todas as opções, há meia-entrada). Veja mais informações de preços, datas e locais abaixo.



O Lollapalooza Brasil 2016 acontece nos dias 12 e 13 de março, novamente no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, com atrações como Eminem, Tame Impala e Noel Gallagher, entre outras. Os ingressos para a quinta edição do festival já estão sendo vendidos pela internet e em postos de venda. As entradas ainda disponíveis custam entre R$ 450 e R$ 900 (há meia-entrada).



Shows paralelos do Lollapalooza Brasil 2016
São Paulo
Audio Club: Av. Francisco Matarazzo, 694
11 de março (sexta-feira): Marina and the Diamonds (ingressos entre R$ 220 e R$ 300)
13 de março (domingo): DJ Snoopadelic (R$ 220 a R$ 300)
14 de março (segunda-feira): Alabama Shakes e Cold War Kids (R$ 220 a R$ 300)
Cine Joia: Praça Carlos Gomes, 82
15 de março (terça-feira): Eagles of Death Metal e Vintage Trouble (R$ 200)
Rio de Janeiro
Metropolitan: Av. Ayrton Senna, 3000 - Shopping Via Parque
14 de março (segunda-feira): Florence + the Machine e Mumford & Sons (R$ 250 a R$ 550)
Circo Voardor: Rua dos Arcos s/n – Lapa
13 de março (domingo): Of Monsters and Men e The Joy Formidable (R$ 240 a R$ 320)
15 de março (terça-feira): Alabama Shakes (R$ 240 a R$ 320)
Sacadura 154: Rua Sacadura Cabral, 154
16 de março (quarta-feira): Twenty One Pilots e Walk The Moon (R$ 250)
Curitiba
Spazio Van: Rodovia BR-116 Linha Verde, 15.000
15 de março (terça-feira): Bad Religion (R$ 150 a R$ 440)



Fonte: Rolling Stone Brasil

VISTA-SE SEMPRE ANTRO DO ROCK ATÉ NO CARNAVAL!
 





RUA BARROSO, 505 - CENTRO/NORTE
FONE (86) 3222 8073
TERESINA - PIAUÍ

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Novo disco do Black Sabbath já está na internet e traz a banda com riffs nervosos e despedida digna

 Black Sabbath - Reprodução da capa de "The End"

O esperado disco de despedida do Black Sabbath já chegou rapidamente a internet. O álbum já foi disponibilizado por abençoados fãs que assistiram aos primeiros shows da última turnê da banda e adquiram as edições limitadas que estão sendo vendidas nos shows. Para quem escuta as músicas novas, a conclusão é imediata: as faixas trazem o lendário grupo com riffs nervosos e fortalecem a imagem de uma despedida digna daqueles que são considerados os pais do heavy metal.

Como já havíamos  noticiado na metade do mês de janeiro, o disco final do Black Sabbath tem o nome de “The End”, que é o mesmo nome da turnê de despedida. O álbum traz um total de oito faixas.

As primeiras quatro são de estúdio e não haviam sido aproveitadas no último álbum completo do Sabbath, o ótimo “13”, que foi lançado em 2013. As quatro restantes são faixas ao vivo executadas na turnê de divulgação mais recente.

O CD “The End” conta com o trio clássico Ozzy Osbourne (vocal), Tony Iommi (guitarra) e Geezer Butler (baixo). A bateria, sem o quarto membro clássico Bill Ward, conta com Brad Wilk, do Rage Against The Machine, nas faixas de estúdio, tal qual foi visto em “13”. As faixas ao vivo contam com Tommy Clufetos, tal qual foi visto durante a turnê.

O mago da produção Rick Rubin, que já havia cuidado de “13”, foi o responsável pelas músicas de estúdio inéditas, que são, pela ordem: “Season Of The Dead”, “Cry All Night”, “Take Me Home” e “Isolated Man”.
As faixas ao vivo, todas de abril de 2013, são, também pela ordem: “God Is Dead?”, gravada em Sydney, na Austrália; “Under The Sun” (em Auckland, na Nova Zelândia); “End Of The Beginning” (gravada em Hamilton, no Canadá) e “Age Of Reason”, captada também no mesmo show.

Entre as inéditas, os riffs de Tony Iommi e a performance do espetacular guitarrista são o grande destaque e faz o fã de heavy metal entender o porquê deste músico ser tão respeitado e venerado por 10 entre 10 admiradores do instrumento de 6 cordas.

Numa constatação empolgante, mas, ao mesmo tempo preocupante, pode ser dito que as quatro músicas novas do Black Sabbath trazem qualidade musical superior à maioria das canções de rock de grupos novos que vêm dando gás ao estilo. Mesmo em relação a lançamentos recentes de outras bandas grandes do heavy metal, as faixas novas do lendário conjunto trazem algo mais e é difícil não começar a mexer a cabeça, seguindo os riffs matadores.

Até mesmo a voz de Ozzy, que vem dando claros sinais ao vivo de que a idade está influenciando, está bem captada em “The End”. Geezer Butler, por sua vez, ataca com a agressividade de sempre o baixo.
O CD novo do Black Sabbath traz a arte de Shepard Fairey na capa. O Sabbath ainda vai contar com pôsteres de diferentes artistas para cada show da turnê.

As apresentações agendadas até o momento pela banda trazem na lista os Estados Unidos, o Canadá, países da Europa, além da Austrália e da Nova Zelândia. Nada de Japão, México e América do Sul, por enquanto.

No Brasil, o Black Sabbath passou em 2013 e realizou apresentações memoráveis em Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Na capital paulista, o show contou com cobertura de  varias mídias especializadas e simplesmente hipnotizou os 70 mil fãs presentes no Campo de Marte.

Em 2015, Ozzy Osbourne fez sua passagem mais recente pelo País. Foi um dos headliners do Monsters of Rock, promovendo uma verdadeira festa na Arena Anhembi, em São Paulo, apesar dos claros sinais da voz cansada.

As faixas de “The End” estão no YouTube, mas não será surpresa se, por questões de direitos autorais, seja retirada da rede. Portanto, se o fã brasileiro quiser ouvir o disco sem ter que viajar para a turnê de despedida para comprar o exemplar, precisa correr.

Tentaremos  renovar o link do álbum novo (claro, se uma outra boa alma deixar disponível) todas as vezes que ele sair do ar. Por um respeito à história do heavy metal, o Black Sabbath deveria deixá-la online eternamente.
Ouça abaixo as músicas de “The End”:


Com informações do Roque Reverso

Amon Amarth: novo álbum “Jomsviking” será lançado em março

 
Os suecos do Amon Amarth lançarão seu décimo álbum de estúdio, intitulado Jomsviking, no dia 25 de março via Metal Blade Records.

O primeiro single do trabalho, First Kill, está disponível para audição aqui. A pré-venda está disponível aqui.

A banda ainda não anunciou um substituto para o baterista Fredrik Andersson, que saiu do Amon Amarth em março de 2015, após 17 anos.

Confira abaixo a capa e o track listing de Jomsviking:
  
01. First Kill
02. Wanderer
03. On a Sea of Blood
04. One Against All
05. Raise Your Horns
06. The Way of Vikings
07. At Dawn's First Light
08. One Thousand Burning Arrows
09. Vengeance Is My Name (faixa bônus)
10. A Dream That Cannot Be (feat.Doro Pesch)
11. Back on Northern Shores

Fonte: Metal Blade Records

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Dream Theater solta mais uma música nova

Dream Theater solta mais uma música nova 
Sexta-feira que vem, dia 29 de janeiro, a gravadora Roadrunner lançará o décimo terceiro álbum estúdio da carreira do Dream Theater. O trabalho foi intitulado “The Astonishing” e seu repertório é composto por 34 faixas divididas em dois atos.

“The Astonishing” será o primeiro trabalho conceitual do grupo desde “Metropolis Pt. 2: Scenes From A Memory”, lançado em 1999. A primeira amostra do álbum foi “The Gift of Music”, liberada para audição em dezembro, e duas semanas atrás veio à tona um trailer do álbum.

Além disso, o Dream Theather criou um hotsite para revelar detalhes da saga de “The Astonishing” e acaba de revelar mais uma música nova - confira abaixo “Moment Of Betrayal” e logo depois o repertório completo do álbum:
 
Ato I
01. Descent Of The NOMACS
02. Dystopian Overture
03. The Gift Of Music
04. The Answer
05. A Better Life
06. Lord Nafaryus
07. A Savior In The Square
08. When Your Time Has Come
09. Act Of Faythe
10. Three Days
11. The Hovering Sojourn
12. Brother, Can You Hear Me?
13. A Life Left Behind
14. Ravenskill
15. Chosen
16. A Tempting Offer
17. Digital Discord
18. The X Aspect
19. A New Beginning
20. The Road To Revolution

Ato II
01. 2285 Entr'acte
02. Moment Of Betrayal
03. Heaven’s Cove
04. Begin Again
05. The Path That Divides
06. Machine Chatter
07. The Walking Shadow
08. My Last Farewell
09. Losing Faythe
10. Whispers In The Wind
11. Hymn Of A Thousand Voices
12. Our New World
13. Power Down
14. Astonishing 


Fonte: Território da Musica

VENHA VIVER O ESTILO ANTRO DE SER!






RUA BARROSO 505 - CENTRO/NORTE
FONE (86) 3222 8073
TERESINA - PIAUÍ

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Bad Religion lança "30 Years Live" em edição limitada



Quatro dos shows que o Bad Religion realizou em 2010 em diversas casas House of Blues comemorando os 30 anos de banda - 30 shows em 30 noites, tocando 30 músicas - foram gravados e a banda disponibilizou o download da gravação para aqueles que estavam inscritos em sua lista.
Agora esse disco ganha um lançamento físico em edição especial, em vinil (vermelho e preto), no próximo dia 26 de fevereiro. O disco está em pré-venda no site da banda e a edição é limitada.

Ouça "We're Only Gonna Die":

 

Vale lembrar que o Bad Religion volta ao Brasil no próximo mês de março. A banda é uma das atrações do festival Lollapalooza.


Fonte: Território da Musica.

Steven Tyler diz que está trabalhando na reunião do Guns N' Roses há anos

"O mundo precisa de mais rock and roll", justificou o vocalista 

 Steven Tyler 
 
Em entrevista a um repórter da Getty Images, Steven Tyler disse que está trabalhando na volta do Guns N' Roses há anos: "Eu disse ao Slash que o mundo precisa de mais rock and roll e já existem pessoas o suficiente discutindo, especialmente quando são talentosas e grandiosas. Todo mundo ama as músicas deles. E é disso que o rock se trata."

Questionado sobre a expectativa da reunião, Tyler comentou que "não há palavras, será enorme". Mas não deixa de alfinetar as diversas divergências entre os integrantes.: "Mas lembre-se que não aconteceu até acontecer."

Guitarrista da banda de hard rock, Joe Perry também comentou a volta do Guns à revista Guitar World. "Eles realmente deixaram uma marca na história do rock and roll. É uma vergonha que qualquer energia que eles viram um no outro no primeiro álbum não tenha se mantido. Eles poderiam ser grandes por quanto tempo quisessem."

O Guns N' Roses anunciou recentemente mais dois shows com a formação clássica da banda. As apresentações serão realizadas em Las Vegas nos dias 8 e 9 de abril, sexta e sábado, para inaugurar a T-Mobile Arena. As performances acontecem uma semana antes da reunião oficial como atração principal do Coachella.

O festival californiano, que desembolsou R$ 30 milhões por dia de apresentação, reunirá pela primeira vez Slash, Duff McKagan e Axl Rose no mesmo palco em 20 anos. As confirmações de novos shows geram a expectativa de que o Guns faça uma turnê mundial. 

Os ex-integrantes da era clássica do Guns N’ Roses Izzy Stradlin (guitarra), Steven Adler e Matt Sorum (ambos bateristas) não devem participar da reunião. Stradlin já demonstrou desinteresse em fazer turnês muito extensas, Adler há anos enfrenta problemas com drogas e Sorum tem um relacionamento conturbado com Axl Rose.

Apesar de Duff McKagan já ter participado recentemente de alguns shows do Guns N’ Roses, Slash não sobe ao palco com a banda há duas décadas. A última oportunidade em que ele dividiu as atenções com Axl Rose foi em uma apresentação na Argentina, em 17 de julho de 1993 – a última do grupo com a formação clássica.

Além do Guns N’ Roses, o LCD Soundsystem retornará à atividade como headliner do festival Coachella em 2016. Como no ano passado, o evento ocorrerá em dois fins de semana, com três noites seguidas de shows em cada um deles, a partir dos dias 15 e 22 de abril, no Empire Polo Club, na cidade de Indio, Califórnia. 
 
 
 
Fonte: Rolling Stone Brasil

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Amon Amarth: suecos lançarão novo single, intitulado “First Kill”

 

Os suecos do Amon Amarth lançaram um teaser bem humorado de seu vindouro single, intitulado First Kill. O vídeo de três minutos, chamado de “Keyboard Warrior”, está disponível abaixo.

First Kill será o primeiro single do décimo álbum de estúdio do grupo, que será lançado ainda neste ano via Metal Blade Records.

A banda ainda não anunciou um substituto para o baterista Fredrik Andersson, que saiu do Amon Amarth em março de 2015, após 17 anos.
 

Amon Amarth - Keyboard Warrior




Fonte: Metal Blade Records



quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Crie sua fantasia de carnaval de forma original na Antro

Com os produtos e serviços da Antro o Zé Pereira, Corso e todas as festas de carnaval você se fantasiará bem a seu estilo, e sem fazer feio em lugar algum, pra qualquer pessoa!

























ANTRO DO ROCK
RUA BARROSO 505 - CENTRO/NORTE
FONE (86) 3222 8073
TERESINA - PIAUÍ

Arquivo do blog