segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Veja a repercussão da morte do ex-baixista da Legião Urbana

Renato Rocha ao lada da Legião Urbana, durante o álbum 'Que país é esse' (Foto: Divulgação/Legião Urbana)

Renato Rocha foi encontrado morto no Guarujá, litoral de São Paulo.  IML afirma que músico sofreu parada cardíaca em hotel.

A morte do ex-baixista da banda Legião Urbana repercutiu entre músicos e profissionais do meio. Renato Rocha foi encontrado morto em um hotel no Guarujá, litoral de São Paulo. De acordo com o IML, Negrete, como era conhecido, sofreu uma parada cardíaca.

Renato da Silva Rocha, conhecido também como Billy ou Negrete, tinha 53 anos. Ele era baixista e compositor do Legião Urbana, banda da qual fez parte da formação original ao lado de Renato Russo, Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá.
 
Repercussão da morte
No Twitter, por volta das 17h20, a menção Renato Rocha aparecia entre as mais comentadas da rede social no Brasil.

A irmã de Renato Rocha, que era responsável por cuidar das páginas do músico em redes sociais postou uma mensagem, comunicando a morte de Rocha. "Renato faleceu nesta manhã, de parada cardíaca, em São Paulo. Vai com os anjos, Renato. Força ao seu casal de filhos, sua netinha, ao seu pai e aos seus demais familiares", disse.
 
Giuliano Manfredini, filho de Renato Russo
"Renato Rocha se foi de nós. Recebo a notícia com profunda tristeza e, paradoxalmente, com a leveza de ter podido estar ao seu lado nos últimos tempos, compreendendo-lhe e amparando o grande amigo de meu pai. Músico virtuoso, espírito de criança, ser humano generoso e profundamente bom, foi um dos companheiros de Renato Russo desde os primórdios da Legião Urbana. Como dizia o mestre Guimarães Rosa, as pessoas não morrem, elas ficam encantadas. Renato já pertence a história de nossa música e viverá na melhor de nossas lembranças." (via Facebook).
 
Dado Villa-Lobos, ex-integrante da Legião Urbana
"Fica a melhor lembrança, encontrou a paz. E, há tempos, muita saudade..." (no Facebook).
 
Edgard Picolli, apresentador
"A morte é uma coisa sempre triste. Por mais entendimento que tenhamos do ciclo de tudo. O Renato Rocha tocou baixo no início da Legião. RIP". (no Twitter).
 
Roger, vocalista do Ultraje a Rigor
"Puxa, que chato! Descanse em Paz" (no Twitter).

 Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog