terça-feira, 30 de abril de 2013

Mensagem Dia do Trabalhador

 
Mensagem Comemorativas
O trabalho é a busca do alento,
Do conforto, da sobrevivência.
Vencer obstáculos, buscar o pão,
Trabalhar com alegria na divina tarefa diária,
Conforta, e alegra,
E possibilita a conquista de seu espaço,

Abre portas e realiza.
Trabalhar não é sacrifício, não é tortura
Pode ser algo prazeroso,
Permite toda uma estrutura
Profissional, te fazendo brilhar,
Ser um vencedor competente e alegre.

Feliz dia do Trabalho!

(Doroty Dimolitsas)
Fonte: Belas Mensagens

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Novo álbum do Travis chega às lojas em agosto

 
O Travis anunciou o lançamento de seu novo disco, intitulado "Where You Stand" com previsão de lançamento para o dia 19 de agosto.
As primeiras músicas do novo projeto serão testadas ao vivo durante o T In Park, que tem a banda como um de seus principais headliners. “Descobrimos há poucos dias que vamos tocar lá. Estou muito empolgado”, acrescentou Payne.


Fonte: Billboard

Roger Waters está no Brasil para divulgar ópera

Roger Waters 
Em entrevista coletiva, o músico falou sobre a montagem de Ça Ira – A Esperança 
Roger Waters, ex-Pink Floyd, está novamente no Brasil, depois de ter passado por aqui em 2012 com o show The Wall. Desta vez, ele veio para supervisionar e divulgar a montagem da ópera Ça Ira – A Esperança, que será apresentada nos dias 2, 4, 7 e 9 de maio, no Theatro Municipal, em São Paulo.
A obra, lançada originalmente em 2005 por Waters em um disco duplo, é baseada no libreto do francês Etienne Roda-Gil e se passa na época da Revolução Francesa, falando de injustiça, insanidade e da busca pela liberdade. Em entrevista coletiva de imprensa realizada na capital paulista na manhã desta segunda, 29, Waters, falante e detalhista, explicou o conceito musical. “Não tem nada de rock and roll. O acompanhamento vai ser feito por uma orquestra sinfônica”, contou. “Eu não gosto muito de música clássica contemporânea – é muito matemática. Eu prefiro a música clássica romântica que era feita no século 19. Eu me inspirei nela para criar as canções.”
Apesar de comparações óbvias com Os Miseráveis, Waters explica que ambas não têm nada a ver e que sua obra na verdade trata de um conceito universal. “Tenho acompanhado o que vem acontecendo no Brasil, todas as questões sociais e a luta pela liberdade de expressão”, afirmou. “Por isso acho que a montagem neste momento tem a ver. E a peça também foi adaptada para o país. Escrevi novas partes musicais, e o elenco inteiro é de brasileiros.” Uma das inovações é que a parte cênica da versão nacional vai ser baseada em conceitos de Arthur Bispo do Rosário, um artista plástico brasileiro do começo do século passado que viveu entre a loucura e genialidade.
André Heller-Lopes, o diretor cênico, diz que a ideia de trazer uma ópera como essa, escrita por um músico do Pink Floyd, é tornar o estilo acessível para quem não costuma se interessar pelo estilo: “Waters é um figura admirada por todos, não só pelo trabalho com sua antiga banda, mas também por seus projetos solo. Ça Ira – A Esperança abre a temporada de óperas do Theatro Municipal, e assim vai ser um grande evento”.
A ópera de Roger Waters vai ter preços relativamente populares para óperas – os ingressos vão de R$ 60 a R$ 100. 

Fonte: Rolling Stones Brasil

sábado, 27 de abril de 2013

Epica fará uma pausa por causa da gravidez de Simone Simons


A vocalista Simone Simons do Epica está esperando seu primeiro filho com o seu parceiro de longa data Oliver Palotai da banda Kamelot.
Simone Simons de 28 anos tem dedicado sua vida à música a partir de uma idade muito precoce. Depois de pegar a flauta com a idade de 12, Simons começou a desenvolver suas habilidades vocais com 14 anos. Simons teve aulas de canto Pop no início, mas depois do segundo álbum do Nightwish, "Oceanborn", inspirou-a a mergulhar em um estilo clássico, que serviu como um precursor para a sua técnica que exibi na música do Epica.

Parabéns a Simone Simons e Oliver Palotai em seu primeiro filho! Epica está atualmente programado para executar um punhado de shows na Europa, Indonésia, México e Emirados Árabes Unidos dentro dos próximos meses. 

A partir do dia 1 de julho a banda fará uma pausa nas apresentações ao vivo para o bem da saúde de Simone Simons e filho.

O próximo DVD do Epica, 'Retrospect ", será lançado ainda esse ano e prepare-se para um novo álbum em 2014. 


Fonte: Roadie Crew

Angra: banda fecha contrato de management com a Top Link Music

A TOP LINK, produtora de shows e turnês de hard rock e heavy metal da América Latina, fechou uma parceria com outro nome que dispensa apresentações: o ANGRA.
A empresa, de propriedade de Paulo Baron – ele mesmo, antes de tudo, um amante do rock e da boa música – irá se encarregar do empresariamento das turnês da banda por todo o Brasil e América Latina numa joint venture que as duas partes esperam ser próspera e duradoura.

O Angra se prepara para uma turnê comemorativa dos 20 anos de sua estreia em disco, e deve cobrir todo o Brasil e América Latina a partir do começo do segundo semestre, dessa vez tendo o vocalista FABIO LIONE [Rhapsody Of Fire, Kamelot] como frontman.

''Depois de ver a performance do novo Angra no Live N' Louder, fiquei emocionado em ver como a banda tem tantos hits, tantas musicas que fizeram parte da história da música nacional e depois do show ao ver toda empolgação da banda, perguntei por que eles não se prepararam para fazer uma turnê, eles ficaram tão empolgados com tudo e tanta alegria acontecia no camarim da banda, que me falaram que fariam essa turnê se a Top Link pudesse gerenciá-la. Foi de grande alegria esse convite e agora estamos preparados para no mês de agosto começar essa grande turnê que espero conseguir chegar a varias cidades do Brasil e da América Latina - Paulo Baron''

O guitarrista e co fundador da banda, KIKO LOUREIRO, também espera muito da associação à TOP LINK, que acaba de completar 25 anos de êxitos num mercado difícil como é o de shows de rock e metal no Brasil:

“A Top Link já é nossa conhecida há muitos anos. O convite para o Live'n Louder nos aproximou e neste curto espaço de tempo, muitas conversas e ideias aconteceram entre Angra e Top Link. Percebemos o respeito e admiração mútuos, pela história de cada um, 20 anos de Angra e 25 anos de Top Link, uma empatia forte e unanime. A força das músicas do Angra com a expertise da Top Link é um casamento perfeito, que será concretizada em uma turnê em Agosto na América Latina.

Estamos todos muito animados com esta união de forças - Kiko Loureiro”

Para acompanhar as novidades sobre o Angra acesse: http://www.angra.net/
Top link Music: www.toplinkmusic.com
 
Fonte: Roadie Crew

Fim de semana em casa, parte VII

 
Mais um post pra quem vai ficar em casa no final de semana. Curtir um disco, um vídeo, um filme, um livro... E na dica de hoje, muito The Who, aproveitando a expectativa de que a turnê que comemora os 40 anos do clássico "Quadrophenia" - tocado na íntegra nos shows - passe pelo Brasil (dedinhos cruzados). Um ótimo final de semana!

Um filme musical: "Tommy", de 1975

É claro que um fim de semana em casa com o The Who não poderia deixar "Tommy" de fora. Dirigida por Ken Russell, a ópera rock é um dos pontos altos na carreira do grupo. O musical retrata a história de Tommy, o menino que não vê, não ouve e não fala. Interpretado por Roger Daltrey, Tommy vive uma incrível história que mistura alucinações, decepções e superação. Para quem não conhece, não vou estragar a história. Mas vale dizer que Eric Clapton, Tina Turner, Elton John e o ator Jack Nicholson são alguns dos participantes do filme.

Um vídeo: "The Who & Special Guests: Live at the Royal Albert Hall", de 2003

Esse foi um show especial, gravado em novembro de 2000, cuja renda foi revertida para o Teenage Cancer Trust. A apresentação, ainda com o baixista John Entwistle, morto em 2002, contou com participações especiais de Eddie Vedder, que canta em "I'm One", "Let's See Action" e "See Me, Feel Me/Listening to You"; de Noel Gallagher, que aparece em "Won't Get Fooled Again"; além de Nigel Kennedy, Paul Weller, Bryan Adams e Kelly Jones, que também sobem ao palco. Um belíssimo registro ao vivo.

Um disco: "Quadrophenia", de 1973

O quarentão "Quadrophenia", cuja turnê comemorativa segue atualmente pela Europa, é um disco quadruplo. Isso mesmo, o original trazia quatro bolachões com um total de 17 faixas. Nessa seleção estão as maravilhosas "The Real Me", "Bell Boy" e "Love, Reign o'er Me". Há o filme de mesmo nome, que também é indicado, claro.

O sexto álbum na discografia da banda traz uma temática psicológica com o título fazendo trocadilho com 'esquizofrenia', uma doença psiquiátrica. Jimmy, o personagem principal da história contada pelo disco, tem múltiplas personalidades - quatro, obviamente - retratadas nas músicas do repertório. O termo também aproveita para fazer referência à quadrifonia - técnica de posicionar caixas de som nos quatro cantos de um ambiente, atualmente substituída pelo Surround sound. 




Fonte: Territorio da Musica


quinta-feira, 25 de abril de 2013

Os Mutantes lança novo álbum e começa turnê pelos EUA

 
O grupo Mutantes vai lançar seu décimo CD "Fool Metal Jack". O álbum é uma homenagem ao filme de Stanley Kubrick "Full Metal Jack", de 1978. O lançamento será dia 30 de abril, nos Estados Unidos via a gravadora Krian Music.
Serão 12 faixas inéditas, sendo que apenas uma, "Eu Descobri", foi gravada em português.

Dia 27 de abril a banda vai começar uma turnê de três meses pelos EUA. O grupo atualmente tem a liderança do vocalista, guitarrista e único membro original na banda, Sergio Dias Batista.

‘Tracklist’ de "Fool Metal Jack":

01. The dream is gone
02. Fool metal Jack
03. Piccadilly Willie
04. Ganjaman
05. Look out
06. Eu descobri
07. Time and space
08. To make it beautiful
09. Once upon a flight
10. Into limbo
11. Bangladesh
12. Valse LSD 
 


Fonte: Territorio da Musica

terça-feira, 23 de abril de 2013

Muse divulga clipe de "Panic Station"


A faixa Panic Station, do álbum2nd Law, teve seu videoclipe divulgado. O vídeo acompanha as influências da música com uma pegada inspirada na sonoridade e no visual da década de 80.

O novo disco, lançado no ano passado, é o sexto da carreira do grupo.

Os britânicos do Muse  estão confirmados para se apresentarem no Brasil, na edição de 2013 do Rock In Rio. Assim como todas as outras atrações, a data marcada para o show do trio está com a venda de ingressos esgotada.

 
Fonte: IG

Will.i.am admite uso de sample indevido em seu novo disco

Galeria Obama: Will.i.am

"Espero que possamos resolver isso", disse o músico após uso de faixa dos produtores Arty e Mat Zo em "Let's Go", parceria com Chris Brown 
Will.i.am resolveu se pronunciar em resposta às acusações que recebeu por ter plagiado faixa dos produtores Arty e Mat Zo em seu novo disco, #willpower. Em entrevista com a rádio norte-americana Kiss, o músico confirmou que utilizou o sample indevidamente.
“Eu entrei em contato com Arty e mostrei para ele, fiz uma versão diferente, pedi para fazer algo novo porque não queria pegar uma música e só rimar sobre ela”, disse o líder do Black Eyed Peas. “Um ano depois, o tempo passou e preferimos escrever usando a original.”
A “original” é “Rebound”, que já havia sido previamente lançada. Em “Let’s Go”, Will.i.am manteve a base intacta e convidou Chris Brown para cantar. “Sou um fã de Arty. Acho que ele é ótimo e o mundo precisa saber o quão talentoso esse cara é. É triste que tenha se tornado um fiasco, mas espero que possamos resolver isso”, disse Will.
No Twitter, Arty já anteriormente havia se pronunciado. “Eles nunca acertaram os direitos com a Anjunabeats, que é o único selo que possui os direitos de ‘Rebound’”. Chris Brown, por sua vez, também já havia se defendido no microblog: “Nem sei quem é Mat Zo ou Arty. Não tenho porra nenhuma a ver com isso se você estiver bravo ou não. Alguém me pediu para colaborar em uma gravação e eu fiz.”
Ouça “Let’s Go”, de Will.i.am e Chris Brown:

Fonte: Rollig Stones Brasil

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Bob Dylan anuncia turnê norte-americana com My Morning Jacket e Wilco

Galeria Obama: Bob Dylan

Americanarama Festival of Music terá 26 datas entre junho e agosto deste ano 
Bob Dylan irá cair na estrada com My Morning Jacket e Wilco neste verão norte-americano, em turnê batizada de Americanarama Festival of Music.
O anúncio da turnê foi feito no site de Bob Dylan neste domingo, 21, que também publicou o logo do festival e o slogan: “Encontre-me Lá, Vença-me Lá!”. Além de Bob e banda, e os outros dois grupos headliners, outros artistas se juntarão ao festival em alguns lugares da turnê, como Richard Thompson Electric Trio e Ryan Bingham.

Jim James, do My Morning Jacket, havia divulgado a novidade na noite de quinta-feira, 18, ao conceder entrevista ao Journal Sentinel, de Milwaukee, sobre o Record Store Day.
O site do veterano do folk lista 26 datas ao lado de Wilco e My Morning Jacket, começando no dia 26 de junho, em West Palm Beach, na Flórida, e encerrando no outro lado do país, em Mountain View, na Califórnia, em apresentação marcada para 24 de agosto.   

 

Fonte: Rolling Stones Brasil



sábado, 20 de abril de 2013

Paramore: Paramore

O Paramore está finalmente de volta e traz um novo álbum, novinho em folha, para aquecer os corações cheios de saudade dos fãs, embora alguns deles não tenham gostado nem pouco da nova direção musical da banda norte-americana.

O novo CD se chama simplesmente “Paramore”, o que, segundo a banda, simboliza o real reflexo do que é o Paramore hoje: um trio formado por Hayley Williams, Jeremy Davis e Taylor York, uma vez que os irmãos Josh e Zac Ferro deixaram o grupo.

Este é o primeiro disco sem os irmãos, também fundadores da banda, e o mais diferente de todos os outros três. Sucessor de “Brand New Eyes”, este trabalho traz o Paramore experimentando e arriscando bastante nas composições, que soam mais pop e com menos levadas de guitarra e riffs. O produtor do álbum é Justin Meldal-Johnsen, que já trabalhou com Beck e Nine Inch Nails.

Logo na faixa de abertura, “Fast In My Car”, em que a batida é o que mais se destaca, ouvimos elementos eletrônicos que já despertam a sensação de que se trata de um trabalho novo, em diversos sentidos. Na sequência temos “Now”, o primeiro ‘single’ do disco, que chegou a assustar os mais desavisados, por sua estrutura toda diferente. No entanto, a voz de Hayley, com aquelas notas agudas que sempre fizeram parte de sua personalidade vocal estão lá.



Aliás, durante todo este disco autointitulado a essência do Paramore está presente, mas em outra sintonia. São 17 faixas, incluindo três interlúdios compostos de voz e ukulele, trazendo um equilíbrio acústico. É de se compreender que “Paramore” cause espanto por faixas alegres como “Grow Up”, “Proof” e “Still Into You”. Essa última traz um lado jovem e apaixonado de Hayley, que canta sobre amor com voz sorridente e mostrando que não há nada de errado nisso.

Mas no “lado B” do disco é que encontramos as canções com temas mais tristes, como a melosa balada “Hate To See Your Heart Break” ou “Last Hope”, em que a compositora, agora sem os antigos parceiros, se revela vulnerável - ótima canção. Mais parecido com o “antigo Paramore” talvez seja a faixa “Be Alone”.

É interessante e louvável que o Paramore tenha se arriscado tanto neste álbum, pois independente de soar mais maduro ou adulto, a atitude de procurar novos caminhos é tão importante quanto. Destaque para “Ain’t It Fun” - diferente de qualquer coisa já feita pela banda do Tennessee, esta música é mais ‘funky’, com direito a grande destaque da linha de baixo de Jeremy e um coral gospel. “Paramore” merece uma chance e, realmente, após várias audições se revela um ótimo trabalho do trio. Ficar mais pop nem sempre significa ficar pior, ainda mais se não se trata de uma banda de heavy metal. Disco completamente apropriado para a banda.

Playlist:

01. Fast In My Car
02. Now
03. Grow Up
04. Daydreaming
05. Interlude Moving On
06. Ain’t It Fun
07. Part II
08. Last Hope
09. Still Into You
10. Anklebiters
11. Interlude Holiday
12. Proof
13. Hate to See Your Heart Break
14. (One of Those) Crazy Girls
15. Interlude I’m Not Angry Anymore
16. Be Alone
17. Future


Fonte: Territorio da Musica 

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Rita Lee é condenada a pagar R$ 5 mil a policiais militares


Cantora vai recorrer da sentença

ritalee 

A cantora Rita Lee foi processada por danos morais e terá que pagar R$ 5 mil a dois policiais militares de Aracaju, Sergipe. Eles trabalhavam no Festival de Verão em Aracaju, em janeiro do ano passado, quando a cantora chamou os dois de “cavalo”, “cachorro” e “filho da puta” (saiba mais). Na ocasião, Rita Lee, que anunciou que a apresentação era a última de sua carreira (veja aqui) foi detida para prestar depoimentos, e liberada em seguida.
A decisão foi dada pela Turma Recursal do Tribunal de Justiça de Sergipe. O juiz Marcos de Oliveira Pinto concluiu que a cantora efetivamente proferiu “palavras de baixo calão, ofendendo-os em público, debochando dos mesmos, a ponto de terem sido vaiados pela plateia que assistia ao show musical por ela comandado, na qualidade de cantora nacionalmente conhecida e principal atração do evento que se realizava, fazendo com que, despidos de suas autoridades, eles se retirassem do local, sob o olhar de todos”. Os advogados de Rita Lee vão recorrer da sentença. As informações são do jornal “O Globo”. 

Fonte: Rock em Geral

Iron Maiden toca em São Paulo e Curitiba, com Slayer e Ghost

 
O Iron Maiden anunciou mais dois shows no Brasil em setembro. Além do Rock in Rio, a lendária banda se apresentará em São Paulo, no dia 20 (Jockey Club), e no dia 24 em Curitiba, em local a ser definido. As bandas Slayer e Ghost serão os convidados especiais para os shows de abertura.
O show faz parte da turnê “Maiden England” e o repertório é marcado por canções do show de mesmo nome, de 1989, cuja versão em DVD foi lançada pela primeira vez em março deste ano.

Para o show de São Paulo, os ingressos estarão disponíveis a partir do dia 23 de abril pela Livepass. Mais informações sobre a apresentação em Curitiba ainda serão divulgadas.

O Iron Maiden será o headliner do Rock in Rio, no dia 22 de setembro. 

COMEÇE LOGO A PREPARAR SEU VISUAL NA ANTRO DO ROCK DE TERESINA E VÁ PREPARADO PARA SAMPA!
Com informações do Territorio da Música

terça-feira, 16 de abril de 2013

Justin Timberlake: The 20/20 Experience

Depois de quase sete anos sem lançar nada inédito, Justin Timberlake coloca no mercado o esperado “The 20/20 Experience”. Justin havia deixado de lado sua carreira musical para se dedicar à atuação e a outros trabalhos e vemos que esse tempo afastado da música só fez bem.
“The 20/20 Experience” é um álbum que chama a atenção logo do início, tem melodias cativantes, bons refrãos e até sofisticadas harmonias para canções “pop”. As aspas estão em pop porque classificar o álbum apenas como Pop não faz justiça a ele e devemos dar grande mérito à parceria reeditada Timberlake/Timbaland/Jerome “J-Roc” Harmon, que produzem o disco.

O álbum mistura muito bem R&B, soul, pop de diversas épocas, ‘samples’ e orquestrações, e o resultado é um disco moderno e um Justin Timberlake muito mais maduro e experiente. 

“The 20/20 Experience” é longo, com aproximadamente uma hora e dez minutos e dez músicas, uma média de mais ou menos sete minutos por música. Esse é um dos pontos fracos do disco, pois a sensação que temos com algumas músicas é que poderiam ser mais curtas e a experiência do disco seria mais intensa.
Os destaques ficam por “Suit & Tie”, primeiro single do disco que tem participação de Jay-Z, “Strawberry Bubblegum”, “Mirrors” (veja o videoclipe acima) e “That Girl”, uma canção com grande chance de virar ‘single’, com fortes influências de Curtis Mayfield. 
VEJA O PLAYLIST:   
01. Pusher Love Girl
02. Suit & Tie
03. Don't Hold the Wall
04. Strawberry Bubblegum
05. Tunnel Vision
06. Spaceship Coupe
07. That Girl
08. Let the Groove Get In
09. Mirrors
10. Blue Ocean Floor 


 

Fonte: Territorio da Musica

segunda-feira, 15 de abril de 2013

A loja Antro do Rock

antro do rock
Fonte: Oficial

Chi Cheng, baixista do Deftones, morre aos 42 anos


Chi Cheng
Músico sofreu acidente de carro em 2008 e desde então estava em coma 

Chi Cheng, baixista do Deftones, morreu neste sábado, 13, aos 42 anos. Cheng se envolveu em um acidente de carro em 2008 que o deixou em coma. Embora tenha neste período mostrado sinais de recuperação, nunca esteve completamente recuperado.
Cheng foi levado para a emergência, onde morreu por volta das 3 horas da madrugada no sábado. “O coração dele parou de uma hora para a outra”, disse Jeanne Marie Cheng, mãe do músico, no site One Love for Chi. “Ele deixou esse mundo comigo cantando músicas que ele gostava em seu ouvido. Ele lutou uma boa luta. Vocês o ajudaram mandando amor diariamente. Ele sabia que era muito amado e que nunca esteve só.”
Nascido Chi Ling Dai Cheng no dia 15 de agosto de 1970, Cheng entrou no Deftones logo após a banda ser formada em 1988. Um dos principais nomes do movimento nu metal na segunda metade da década de 90, o baixo de Cheng pode ser ouvido em clássicos iniciais do Deftones como Adrenaline, de 1995, e Around the Fur, de 1997.
No dia 4 de novembro de 2008, em Santa Clara, na Califórnia, Cheng era o passageiro de um carro que se envolveu em um acidente que projetou o baixista para fora do veículo (ele não estava usando cinto de segurança no momento), e o deixou em coma lutando pela vida.
O já mencionado site One Love for Chi foi criado para disponibilizar notícias e criar um canal para doações para ajudar nos custos médicos, sendo que os colegas do Deftones fizeram dois shows com convidados especiais em 2009 para recolher recursos. O grupo continuou com o baixista do Quicksand, Sergio Vega, assumindo o posto.
No começo de 2010 algum progresso foi visto, e Cheng esteve apto a mexer as mãos levemente e até mesmo responder comandos com as pernas. Em 2012 foi liberado para voltar para casa e continuar a recuperação.
A mãe de Cheng pediu ainda no site: “Por favor acrescentem Mae e Ming, os irmãos, e especialmente Gabriel, o filho de Chi, em suas orações. É muito difícil deixá-lo ir”. O cantor do Deftones, Chino Moreno, postou uma breve mensagem no Facebook: “Descanse em paz Chi Cheng”. 

 

Fonte: Rolling Stones Brasil

domingo, 14 de abril de 2013

"Bem Vindo ao Meu Pesadelo": Biografia de Alice Cooper chega ao Brasil

 
O ícone do heavy metal Alice Cooper, eleito pela revista Rolling Stone em 2006 como o artista “mais amado do heavy metal”, ganhou uma biografia completa em forma de livro, que está sendo lançada pela Madras Editora e finalmente chega ao Brasil com o título "Alice Cooper - Bem-Vindo ao Meu Pesadelo".
O livro, baseado em entrevistas exclusivas com amigos, fãs, companheiros de banda e o próprio Alice Cooper, foi escrito por Dave Thompson, e conta a trajetória de Cooper desde o começo, quando era apenas Vicent Furnier, filho de um pastor norte-americano, até os momentos mais intensos de sua carreira como Alice Cooper.

O primeiro capítulo de "Alice Cooper - Bem-Vindo ao Meu Pesadelo" está disponível online e pode ser lido clicando aqui

Fonte: Territorio da Musica

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Filha de pastores, Lena assume lugar de Champignon em nova formação do Charlie Brown Jr.

  A Banca, nova banda dos integrantes do Charlie Brown Jr., terá Bruno Graveto na bateria, Lena no baixo, Champignon nos vocais, Thiago Castanho e Marcão na guitarra
A Banca, nova banda dos integrantes do Charlie Brown Jr., terá Bruno Graveto na bateria, Lena no baixo, Champignon nos vocais, Thiago Castanho e Marcão na guitarra
Helena de Andrade Papini é o toque feminino na banda A Banca, formada pelos remanescentes do Charlie Brown Jr, após a morte do líder e vocalista Chorão no dia 6 de março. Lena, como é chamada, assume o posto de Champignon no baixo, que por sua vez, será a voz do novo grupo.
Filha de pastores evangélicos, Lena teve seu primeiro contato com a música dentro de uma igreja. "Comecei a tocar na igreja evangélica com meu irmão mais velho.  Só depois, com 17 anos, é que passei tocar nos bares", contou ela ao UOL. 
Embora não esconda a ansiedade e o nervosismo no novo trabalho, ela garante que tem recebido apoio dos companheiros de banda --além de Champignon e Marcão, o guitarrista Thiago Castanho e o baterista Bruno Graveto.
Já com Chorão, o contato foi mais restrito. "Encontrei com ele algumas vezes. Acho que ele me viu tocar, mas infelizmente não tive a oportunidade de conviver com ele como convivi com os outros meninos da banda. Sempre achei um grande músico", contou.
"Agora é uma ansiedade porque batalhei a vida toda para isso acontecer. Preparado a gente nunca está, né? Mas é uma responsa, e o Champ está me dando uma puta força", explica.
Taurina do dia 29 de abril, Lena exaltou suas influências. "O Champ sempre foi uma referência para mim. Além dele, curto o Flea (Red Hot Chili Peppers). Também são influências Foo Fighters e No Doubt".
No repertório de sua antiga banda Mecanika, onde tocava há dez anos, já figuravam algumas canções do Charlie Brown Jr. "Eu já tocava 'Tudo Que Ela Gosta de Escutar' e outras, mas era uma banda de menina. A gente fazia versão rock and roll de Spice Girls, de Katy Perry. A formação era de três meninos e duas meninas".
Na noite de Santos, no litoral paulista, ela conheceu o Charlie Brown Jr. e manteve amizade com Champignon e o guitarrista Marcão. "Eu estava trabalhando em São Paulo, em um escritório de arquitetura. Não imaginava [receber o convite]. Foi o Marcão que me ligou e falou da proposta. Pedi demissão do trabalho no dia 1º de abril", lembrou. 

Fonte: Uol

Mick Taylor voltará a tocar com Rolling Stones

 
Keith Richards confirmou que o também guitarrista Mick Taylor voltará aos Rolling Stones para os próximos shows da banda. O anúncio foi feito durante uma entrevista ao programa de TV “Late Night com Jimmy Fallon”.

Richards, fundador e guitarrista dos Stones, adiantou a surpresa para a etapa da turnê “50 And Counting”. Os próximos shows serão realizados no Hyde Park, em Londres, em julho.

"Nós temos o prazer adicional de manter Mick Taylor conosco também desta vez", disse Richards. "Ter Mick Taylor conosco como uma terceira guitarra adicional significa que este vai ser um passeio interessante para todas as partes", completou.

Mick Taylor fez parte da formação da banda entre os anos de 1969 e 1974.

 

Fonte: Rolling Stones Brasil

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Pet Shop Boys volta ao Brasil em maio

petshopboys

Grupo toca somente em São Paulo
O duo Pet Shop Boys volta ao Brasil para uma única apresentação, em maio. O show acontece em São Paulo, no dia 22. no Credicard Hall. Os ingressos custam R$ 200 (Pista), R$ 400 (Pista Premium), R$ 500 (Camarote I) ou R$ 450 (Camarote II), e começa a ser vendidos, em pré-venda para clientes dos cartões Citi, Credicard e Diners, entre os dias 10 e 16 de abril. O grande público poderá adquirir ingressos a partir de 17 de abril, na bilheteria do Credicard Hall; pela internet (www.ticketsforfun.com.br); pelo telefone 4003-5588; ou demais pontos de venda pelo país (http://premier.ticketsforfun.com.br/content/outlets/agency.aspx).




Fonte: Rock na Geral


terça-feira, 9 de abril de 2013

Orianthi: Heaven In This Hell


A guitarrista e cantora Orianthi, que já conhecemos a alguns anos dos ensaios para a turnê “This Is It” de Michael Jackson, e pela colaboração com Steve Vai, em “Highly Strung”, canção de seu segundo disco, está de volta com o novo álbum “Heaven In This Hell”. 

Em agosto do ano passado, ninguém menos que Alice Cooper convidou a australiana para ser a guitarrista de sua banda. Através da internet podemos assistir a diversos vídeos de Orianthi tocando e cantando ao vivo, para não restar dúvidas de que é tudo real. Então, primeira coisa a se fazer, caro amigo, é aceitar que a moça toca guitarra muito bem. 

O segundo aspecto a ser analisado é a direção sonora, pois o novo CD, apesar de abrir com a faixa título que é uma das canções mais roqueiras, não deverá agradar o público de Alice Cooper ou Steve Vai. Mas somente por causa de estilo. Não confundir com talento.

A frustração existe a partir do momento em que projetamos nossa vontade em ouvir um trabalho de Orianthi calcado em blues, rock e até mesmo fusion, porque ela tem capacidade, mas o que recebemos é um álbum pop rock. E “Heaven In This Hell” é um bom álbum pop rock e uma evolução do antecessor, “Believe”, de onde saiu o ‘single’ de sucesso, “According To You”. Algumas canções do disco fizeram parte do EP “Fire”.

Produzido pelo ex-Eurythmics, Dave Stewart, o álbum traz gravações e mixagens ótimas. As 11 canções foram escritas por Orianthi e Dave, porém são um tanto genéricas em termos de estrutura. Os solos e licks de guitarra exploram diversos efeitos e timbres, mostram ótima técnica, trazem bends lindos e fazem o papel do diferencial entre a artista e outras estrelas do pop. Faixas como a balada “Another You”, “How Does It Feel”, com uma pegada mais R&B, e a pop adolescente “Better With You” são exemplos disso.

Destaque para “Frozen” e sua guitarra que lidera com riffs e timbres ótimos, “Heaven In This Hell”, “Filthy Blues” e “Fire”, que têm um pouco mais de blues, rock e country. No geral, é um bom trabalho sim, se não soubéssemos que Orianthi pode fazer melhor e continuar provando que além de linda, loira, rica e jovem...é uma ótima guitarrista. Fica a pergunta: é isso que ela quer?Ouça a faixa "Heaven In This Hell" abaixo: 
Veja o Playlist:
01. Heaven In This Hell
02. You Don’t Wanna Know
03. Fire
04. If U Think U Know Me
05. How Do You Sleep
06. Frozen
07. Rock
08. Another You
09. How Does That Feel
10. Filthy Blues
11. If U Were Here With Me
Fonte: Territorio da Musica

Jay-Z e Beyoncé receberam permissão para viajar a Cuba


Beyoncé e Jay-Z - Cuba


Viagem do casal à ilha foi questionada por congressistas norte-americanos
Jay-Z e Beyoncé reberam a permissão do Departamento do Tesouro Norte-americano para visitar Cuba na semana passada como uma viagem cultural, foi o que uma fonte com relações familiares com o casal informou à agência Reuters.
Um embargo de décadas proíbe que muitos dos americanos cheguem à ilha sem a permissão do governo federal. Três representantes do Partido Republicano descendentes Cuba no Congresso Federal, todos da Flórida, questionaram se as estrelas obtiveram os documentos necessários para a viagem e pediram a investigação.
Jay-Z e Beyoncé celebraram o quinto aniversário de casamento na semana passada com quatro dias em Cuba. A fonte da Reuters disse que a estadia incluiu visitas a músicos cubanos, a casas noturnas, a um grupo de teatro infantil e às conceituadas escolas de artes do país. As estrelas não se encontraram com políticos e não visitaram pontos turísticos como as praias e nem a Havana antiga, conhecida pela arquitetura.
Ileana Ros-Lehtinen e Mario Diaz-Balart, membros do Congresso norte-americano, escreveram uma carta ao Departamento do Tesouro na semana passada para pedir informações adicionais da viagem – eles afirmam que é de uso do governo de Cuba para propaganda. O senador da Flórida Marco Rubio disse que os programas federais de trocas culturais “estão sendo abusados pelos turistas” e que se os Estados Unidos deram permissão para a viagem do casal “a administração de Obama deveria explicar exatamente como viagens como esta estão dentro das leis e regulamentações estabelecidas pelo governo”.
A administração de Obama facilitou algumas restrições para a viagem a Cuba, entregando licença para determinadas trocas acadêmicas, culturais e religiosas. O Departamento do Tesouro, que fiscaliza as permissões de norte-americanos para viajar até a ilha, afirmou que não comenta casos individualmente. As penas para quem infringir as regras deste tipo podem chegar a 10 anos na prisão e multas de até US$ 250 mil. 
Fonte: Rolling Stones Brasil

domingo, 7 de abril de 2013

Rapper Snoop Dogg diz que homossexualidade nunca será aceita no hip-hop


Snoop Lion diz que a homossexualidade nunca será aceita no hip-hop
O rapper Snoop Dogg, que recentemente alterou seu nome para Snoop Lion, disse não achar que a homossexualidade será algum dia aceita na música rap.
Snoop afirmou que alguns aspectos de "masculinidade" do hip-hop criam desafios para músicos e cantores gays.
"É como um time de futebol. Você não pode entrar em um vestiário cheio de homens e de repente dizer: 'Ei, cara, eu gosto de você'. Sabe, isso vai ser difícil", afirmou para o site Huffington Post.
Ao ser questionado sobre cantor Frank Ocean, que se assumiu homossexual em 2012, Snoopy disse que para cantores as coisas são mais fáceis.
"Ele é um cantor. Isto é aceitável no mundo dos cantores, mas no rap eu não sei se isto será um dia aceito, porque o rap é muito masculino."
Snoopy, no entanto, disse não ter nada contra os homossexuais e falou que tem amigos gays. 

  CURTA UM SOM DO CARA COM ARCELO D2 DE 2011:
Acessar sua lista de blogsFonte: F5

ANTRO DO ROCK E SEU MUNDO DE OFERTAS E PRODUTOS

A LOJA QUE A DECADAS VEM VESTINDO A GELERA RADICAL EM TODAS AS SUAS VERTENTES:






TUDO ISSO E MUITO MAIS PARA VOCÊ SE VESTIR E SE SENTIR BEM MELHOR.

sábado, 6 de abril de 2013

Julian Casablancas, do Strokes, participará de novo disco do Daft Punk




Com o álbum Comedown Machine lançado recentemente, mais especificamente, no dia 26 de março de 2013, o vocalista do The Strokes Julian Casablancas está envolvido em mais um projeto. O músico foi confirmado como participação do novo disco do Daft Punk. As informações foram divulgadas pelo Contact Music.

A publicação ainda confirmou as participações do músicos Panda Bear, Nile Rodgers e Giorgio Moroder no novo trabalho da dupla. O novo álbum tem previsão de ser lançado no dia 20 de maio.

ENQUANTO ISSO CURTA UM VÍDEO DO THE STROKES:


Fonte: Cidade Web Rock

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Ingressos para os sete dias de Rock in Rio 2013 estão esgotados

Os 455 mil bilhetes disponíveis chegaram ao fim em pouco mais de quatro horas de venda
James Hetfield - Metallica
Estão esgotados os ingressos para os sete dias de Rock in Rio, que será realizado em 13, 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro de 2013, na Cidade do Rock (Parque dos Atletas), Rio de Janeiro.

As vendas de 455 mil bilhetes chegaram ao fim às 14h desta quinta-feira, 4, quatro horas depois de terem início as vendas online. Somados aos 140 mil ingressos colocados em pré-venda, desde outubro, o Rock in Rio disponibilizou 595 mil, divididos entre os sete dias de música - 85 mil pessoas diariamente.
A primeira noite a esgotar foi a encabeçada por Bon Jovi (20 de setembro), duas horas após a abertura das vendas. Na sequência, o primeiro dia de festival, liderado por Beyoncé (dia 13) teve o limite atingido.
O site de venda dos bilhetes, Ingresso.com, sofreu com a instabilidade gerada pelo alto número de acessos. A Rolling Stone Brasil tentou efetuar a compra de ingresso por cinco vezes, entre 12h e 12h30, mas não saiu da página em que somos informados do total de bilhetes selecionados para a compra.
Na ocasião, a assessoria de imprensa do festival disse que a venda de ingressos online ficou sobrecarregado em função das 400 mil pessoas que tentaram acessá-lo ao mesmo tempo. Ainda segundo o informe, 1,2 mil ingressos foram vendidos por minuto.
Os bilhetes custavam R$ 260 (inteira), R$ 130 (meia-entrada) ou R$ 221 para clientes do banco Itaú.
O Rock in Rio acontecerá nos dias 13, 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro de 2013. Os headliners serão: Beyoncé (13 de setembro), Muse (14 de setembro), Justin Timberlake (15 de setembro), Metallica (19 de setembro), Bon Jovi (20 de setembro), Bruce Springsteen (21 de setembro) e Iron Maiden (22 de setembro). 

Fonte: Rolling Stones Brasil

Richie Sambora abandona a turnê do Bon Jovi



O guitarrista Richie Sambora decidiu sair da atual turnê da banda Bon Jovi, “Because We Can”, alegando “problemas pessoais”. O músico não se apresentou no show que a banda fez ontem à noite (02), em Calgary, Canadá.

“Devido a problemas de ordem pessoal Richie Sambora não tocará nesta etapa da turnê. Todos shows seguirão conforme marcados”, diz um comunicado postado no site oficial do Bon Jovi.

De acordo com o jornal The Daily Mail, o vocalista Jon Bon Jovi disse para a plateia: “Tenho duas opções: fazer as malas e ir para casa ou dar a vocês tudo o que tenho. Richie não irá tocar por um tempo. Se já existiu uma noite em que eu realmente precisei de vocês esta noite é hoje, Calgary”.

O comunicado ainda afirma que todas as datas da turnê serão mantidas, mesmo sem Sambora na banda. Em 2011, o guitarrista se afastou de uma turnê do Bon Jovi para tratar de problemas relacionados ao abuso do álcool.

O Bon Jovi é uma das principais atrações do Rock in Rio 2013, que acontece em setembro. 

Fonte: Territorio da Musica

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Rolling Stones anunciam mais shows da nova turnê

Sequência de apresentações inclui retorno ao Hyde Park, em Londres, quase 44 anos depois do show histórico no local 

Rolling Stones - Galeria Shows 

Os britânicos que perderem o show dos Rolling Stones no festival Glastonbury terão uma outra chance. Após uma contagem oficial no site da banda, foi anunciado que a banda fará uma turnê este ano que inclui uma performance no Hyde Park, local onde há quase 44 anos os Stones realizaram uma performance histórica. Este show acontece no dia 6 de julho e os ingressos custarão 95 libras e o local poderá receber até 65 pessoas.
Além do show de Londres, os Stones circularão pelos Estados Unidos e Canadá. A turnê 50 & Counting, que celebra as cinco décadas dos Stones, começa por Los Angeles, no famoso STAPLES Center (a data ainda não está confirmada), e passa por Oakland (5 de maio), San Jose (8/5), Las Vegas (11/5), Anaheim (15/5), Toronto (25/5), Chicago (28/5), Boston (12 de junho) e Philadelphia (18/6).
“Nos divertimos tanto tocando naqueles cinco shows ano passado que queremos continuar”, disse Mick Jagger. “O Hyde Park nos traz tantas ótimas memórias que não podemos pensar em um lugar melhor para uma performance para os fãs britânicos neste verão.”
“A 50 & Counting tem sido bem incrível até agora”, acrescentou Jagger. “É um bom show. Muita coisa clássica que todo mundo quer ouvir… com algumas preciosidades intercaladas.” 

Fonte: Rolling Stones Brasil


 

terça-feira, 2 de abril de 2013

Um ano inesquecível para os fãs do The Cure



O The Cure é uma banda com 37 anos de carreira e 13 álbuns de estúdio, sendo o último “4:13 Dream”, de 2008. O legado que esse nome carrega é imensurável: são quase quatro décadas de bandas novas que se inspiram em Robert Smith e cia, que persiste na fórmula do pós-punk.

Em fevereiro, o álbum “Bloodflowers” completou 13 anos e foi responsável por fechar uma trilogia proposta pelo grupo, que contou com “Pornography” lançado em 1982 e “Disintegration” lançado em 1989. Em 2002 um DVD ao vivo foi gravado no Tempodrom, em Berlim, com os três títulos na íntegra, considerados o “coração” do The Cure.

Após algum tempo com rumores de shows na América Latina, finalmente surgiu no site da banda a informação das tão sonhadas datas. Essa será a terceira vez que o grupo visita o Brasil (as outras duas foram em 1987 e 1996), com shows em São Paulo e Rio de Janeiro.  Além dos shows, alguns outros detalhes farão de 2013 um ano inesquecível para os fãs da banda.

Robert recentemente deu algumas entrevistas e mesmo dizendo que se sente fora de forma para essa função, tem se demonstrado bastante empolgado para sua nova jornada. Ele promete que esses serão os melhores shows do The Cure, com mais de 3 horas de duração.

Nos ensaios, o The Cure deixou mais de 60 músicas preparadas e os setlists são montados às vezes dois ou três dias antes das apresentações - e podem ser mudados de última hora. Ele disse que quase todos os álbuns serão lembrados, com exceção do aniversariante “Bloodflowers”, por achar que o clima não casaria muito com o restante das músicas. Os últimos shows da banda contam com mais de 30 músicas.

Além desse setlist deveras relevante, um DVD será feito para a “LatAm Tour” e, segundo Bob, todos os países visitados da América Latina aparecerão nas gravações. Além dos shows, os preparativos, ensaios e os bastidores também serão gravados.


As datas da ‘LatAm2013 Tour’ são as seguintes:

4 de Abril - HSBC Arena, Rio de Janeiro, Brasil
6 de Abril - Anhembi, São Paulo, Brasil
9 de Abril - Jockey Club, Assunção, Paraguai
12 de Abril - Estádio River Plate, Buenos Aires, Argentina
14 de Abril - Estadio Nacional, Santiago, Chile
17 de Abril - Estadio Nacional, Lima, Peru
19 de Abril - Simon Bolivar Park, Bogotá, Colombia
21 de Abril - Foro Sol, Mexico City, Mexico

Serviço das apresentações do Brasil:

04/04/2013 - Rio de Janeiro/RJ
HSBC Arena - Av. Embaixador Abelardo Bueno, 3401
Horário: 20h30
Ingressos: R$ 300,00 (pista), R$ 600,00 (Pista Premier), R$ 600,00 (Camarote), R$ 500,00 (Nível 1 Lateral), R$ 450,00 (Nível 1 Frontal) e R$ 200,00 (Nível 3)
Vendas online: www.livepass.com.br

06/04/2013 - São Paulo/SP
Arena Anhembi - Av. Olavo Fontoura, 1209 - Santana
Horário: 19h00
Ingressos: R$ 275,00 (Pista), R$ 500,00 (Pista Premium ESGOTADA)
Vendas online: www.livepass.com.br 
 
CURTAM UM CLIP DOS CARAS:
 
 
Fonte: Territorio da Musica
 

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Lollapalooza 2013: Pearl Jam encerra o festival com homenagem ao Ramones e discurso pró-casamento gay

Banda tocou por pouco mais de duas horas na noite deste domingo, 30 

Galeria - Pearl Jam no Lollapalooza 

 

Tocando na única noite de lotação esgotada do Lollapalooza Brasil, o Pearl Jam apostou em sucessos para manter a atenção de 60 mil pessoas no Jockey Club de São Paulo, neste domingo, 30.
É verdade que o vocalista Eddie Vedder começou a noite, pouco depois das 20h45, com a voz um pouco insegura em “Elderly Woman Behind the Counter in a Small Town”, mas logo depois a aqueceu definitivamente com “Why Go”. O mesmo ocorreu com o guitarrista Mike McCready, que, depois de alguns pequenos deslizes em “Corduroy”, engrenou de vez.
“É uma noite linda em São Paulo”, disse Vedder em certo momento, referindo-se ao céu aberto, com poucas nuvens, e uma bela lua ao fundo do palco. “Feliz Páscoa! Este é um ovo de chocolate chamado ‘Olé’”, continuou, antes de a banda executar a música lançada apenas na internet em 2011.
Não faltaram hits para o quinteto (reforçado nas apresentações ao vivo pelo tecladista Boom Gaspar), que apresentou “Jeremy”, “Daughter”, “Even Flow”, “Black” e vários outros – mas até o lado B que encerrou a noite, “Yellow Ledbetter”, foi cantando em coro pelo público.
Vedder aproveitou a oportunidade para lembrar a semana histórica no país dele, quando o debate sobre o casamento gay chegou à Suprema Corte. “Foi uma grande semana nos Estados Unidos”, disse, em português. “Obrigado, São Paulo, por respeitar o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Isso é muito importante.”
Depois de versão alongada de “Rearviewmirror”, a banda saiu do palco e retornou para um bis potente e longo com “Given to Fly” e “Baba O’Riley (cover do The Who), entre outras.
O cantor também abordou algo mais pessoal, como um amigo próximo. “Todas as vezes que a gente toca no Brasil eu me lembro do meu amigo Johnny Ramone. Esta é para ele, Joey e Dee Dee”, falou, antes de tocar “I Believe in Miracles”, do Ramones. Johnny, que morreu de câncer em 2004, fez sua última apresentação ao vivo em um show do Pearl Jam, tocando “The KKK Took My Baby Away”, em 1998.
Ao fim da noite, antes de “Yellow Ledbetter”, Eddie Vedder agradeceu o público e pediu por um mundo “sem guerra, ódio e pessoas desfavorecidas”. “Vocês são, sem brincadeira, uma das melhores plateias do mundo.” Ele se enrolou em uma bandeira do Brasil (“vou levar essa para casa”), acendeu um cigarro e saiu do palco.

 Fonte: Rollig Stones Brasil

Arquivo do blog